Feriados

INFORMAÇÕES ÚTEIS

FERIADOS

Os feriados têm extrema importância para a população de São Tomé e Príncipe, pois fazem parte da história do país e sobretudo os feriados religiosos são comemorados com intensidade e animação, uma vez que a maioria da população é religiosa. São Tomé e Príncipe celebram oito feriados nacionais todos os anos. Estes feriados são regulamentados pela Constituição de São Tomé e Príncipe, nos termos da Lei Nº. 7/90. Sob essas leis, todos os trabalhadores têm direito a dias de folga remunerados para feriados. Os funcionários que são obrigados a trabalhar num feriado podem ter a opção de um dia de folga remunerado em vez do feriado ou trabalhar com um pagamento superior naquele dia. Essas escolhas são deixadas para o contrato de trabalho entre o empregado e o seu empregador. Os feriados que ocorrem num fim de semana são comemorado nos dias de semana por exemplo se um feriado calhar no domingo, comemora-se na segunda feira. O governo de São Tomé e Príncipe reserva-se o direito de declarar um único feriado pago, se a ocasião surgir. Estes feriados serão anunciados por publicação oficial.

1

Jan

Ano Novo

O Dia de Ano Novo é um feriado em São Tomé e Príncipe que integra os festejos que têm início na Véspera de Ano Novo e culminam com a mudança do relógio, das 23h59 do dia 31 de Dezembro para a meia-noite do primeiro de janeiro. É comemorado com toda a intensidade, após a meia-noite a população dirige-se as praias para “lavar o ano velho e entrar o ano novo limpo”. O Dia de Ano Novo é, para uns, momento de resoluções e recomeços, enquanto, que para outros, é um dia para recuperar de uma noite bem passada com amigos e família.

4

Jan

Dia do Rei Amador

Amador Vieira, também chamado de Rei Amador ou Amador dos Angolares,foi um líder antiescravista e anticolonial santomense, responsável pela maior revolta contra o domínio português na ilha de São Tomé antes do processo de independência nacional de São Tomé e Príncipe. Tornou-se rei da primeira entidade nacional independente na ilha de São Tomé, o Reino dos Angolares, declarando-se também "capitão-general de guerra" dos exércitos angolares, que somavam cerca de 5 mil homens na ativa, ou mais da metade dos escravizados da ilha. Também atribuiu a si o título de libertador de todos os nativos, mimetizando a libertação messiânica

17

Jan

Descoberta da Ilha do Príncipe

A ilha do príncipe, primeiramente ilha de Santo António, foi descoberta a 17 de Janeiro de 1471 pelos Navegadores portugueses, Joao de Santarém e Pedro Escobar no sonho realizado de João II em descobrir um novo caminho marítimo para Índia.

3

Fev

Dia dos Mártires da Liberdade

É em Fernão Dias, onde assistimos à comemoração do Dia dos Mártires. Neste Feriado Nacional, o país recorda os dramáticos acontecimentos de 3 de Fevereiro de 1953, quando centenas de trabalhadores santomenses foram mortos no decurso da ofensiva militar levada a cabo pelo governador português Carlos Gorgulho, porque se recusavam a trabalhar nas plantações de cacau e café e nas obras públicas. Muitos deles morreram na praia de Fernão Dias onde, à data, estava a ser construído um pontão. O chamado massacre de Batepá reforçou a determinação dos são-tomenses de conquistarem a independência e despertou a comunidade internacional para a situação de opressão que se vivia na colónia portuguesa. Os sobreviventes do massacre de 1953 visitam Fernão Dias todos os anos.

29

Abr

Autonomia da ilha do Príncipe

A “autonomia é um processo irreversível da nossa independência e cujos resultados estão a vista de todos”. A Ilha do Príncipe é a segunda maior ilha do arquipélago de São Tomé e Príncipe, que é constituído por duas ilhas principais, Administrativamente, esta ilha constitui, desde 29 de Abril de 1995, uma região autónoma, formada pelo distrito de Pagué. Pouco mais de duas décadas de autonomia a ilha do Príncipe encontrou o seu caminho rumo ao desenvolvimento e ao serviço da melhoria das condições de vida e bem-estar da sua população.
«A Festa da Autonomia é uma festa Nacional um verdadeiro marco na Historia de São Tomé e Príncipe como Nação livre e Independente».

1

Mai

Dia do Trabalhador

Todos os anos, o povo de São Tomé e Príncipe assinala o Dia do Trabalhador a 1 de Maio, é uma celebração dos trabalhadores e da sua importância na sociedade e na economia nacional mais, Infelizmente, as condições de trabalho em São Tomé e Príncipe têm sido, no mínimo, muito difíceis. Foi apenas com a descoberta de grandes reservas de petróleo na área, nos anos 90, que a situação começou a mudar. No entanto, o desemprego generalizado mantém-se até hoje, e as plantações têm, muitas vezes, más condições de trabalho. No entanto, muitas pessoas apreciam este dia de folga todos os anos em maio. E o feriado dá oportunidade não apenas para festas e lazer, mas também para protestar e exigir mais direitos dos trabalhadores.

12

Jul

Dia da Independência de São Tomé e Príncipe

A independência do arquipélago de São Tomé e Príncipe teve lugar a 12 de Julho de 1975. Este arquipélago composto pela ilha de São Tomé, pela ilha do Príncipe, e ainda por vários ilhéus, fora colonizado por Portugueses a partir de finais do séc. XV e inícios do séc. XVI. No seguimento da vaga de descolonização ocorrida nos antigos territórios colonizadas por Portugal, também a este pequeno território, com pouco mais de 991 quilómetros quadrados, seria reconhecida a independência. Rosa Coutinho chefiou a comitiva portuguesa que transferiu o poder para os responsáveis são-tomenses.

15

Ago

Festa de São Lourenço ou festa de S.Antonio

São Lourenço, a maior festa da ilha realizada a 15 de Agosto é uma actividade cultural que marca o ponto mais alto dos festejos mensal de Agosto na ilha do Príncipe. Uma vez recolhidos todos os pares dos Mouros de roupa vermelha e os Cristãos com roupa verde, se dirigiram para a Praça Central de Marcelo da Veiga, onde os Mouros concentraram-se o seu castelo ao lado do Passos de Conselho, numa recta visível de 150 metros até a porta da Igreja da Nossa Senhora da Conceição; com o castelo dos Cristãos.
Com uma forte participação de todos, os emigrantes do Príncipe residentes ou não, a presença especial dos estrangeiros que incansavelmente recolhem as suas imagens justifica o testemunho ocular desta luta de poder, dos Mouros contra os Cristãos com reza a história do Alto de Floripes, nesta Região Autónoma de Príncipe.

21

Dez

Dia de São Tomé e do Governo de Transição

Neste dia celebra-se o descobrimento da ilha de São Tomé pelos navegadores portugueses em 1470. Foi também o dia em que em tomou posse o Governo de transição para independência nacional em 1974, e a nível religioso é considerado o dia do Santo que deu nome a ilha. A Igreja católica são-tomense celebra o dia do Santo Tomé, padroeiro da ilha que foi descoberta em 1470 pelos navegadores portugueses, João de Santarém e Pedro Escobar. Segundo a história foi na zona de Anan Bó, norte da ilha de São Tomé, nos arredores da Roça Diogo Vaz, que os navegadores portugueses desembarcaram em 1470.

25

Dez

Dia de Natal ou da familia

Com uma população maioritariamente cristã- católica, o natal é comemorado com entusiamo e dedicação por todas as ilhas. Por se tratar de uma ex colonia portuguesa, a tradição natalícia permaneceu como hábito da população. A família se reúne para comemorar a ceia de natal após a missa de Galo.

6

Set

Dia das Forças Armadas

O dia 6 de setembro é respeitado anualmente como o Dia das Forças Armadas na ilha de São Tomé e Príncipe.

30

Set

Dia da Reforma Agrícola

O dia 30 de setembro é o Dia da Reforma Agrícola em São Tomé e Príncipe para comemorar a nacionalização de muitas das maiores plantações do país, imediatamente após a independência.